Sauerkraut

Chucrute, Conservas, Charcutaria & Cia

Pepinos lactofermentados (Salzgurken)

Pepinos em conserva, lactofermentados, apenas com salmoura e especiarias (Salzkurgen)

Pepinos lactofermentados, Salzgurken em alemão, são preparados com utilização de salmoura e especiarias, e não com  a adição de vinagre. A sua acidez característica é o resultado do processo de  fermentação que ocorre através da liberação do ácido láctico devido a ação de bactérias como a Lactobacillus plantarum. Tal qual o chucrute (Sauerkrat), o pepino lactofermentado (Salzgurken) é um alimento probiótico. A fermentação ocorre normalmente em 5 dias no verão, no inverno pode demorar um pouco mais, e seu consumo é muito difundido na.. Continue lendo…

Como fazer vinho caseiro – Desengace, esmagamento e fermentação

Uva bordô

Como fazer vinho caseiro ? É um exercício de paciência que requer alguns conhecimentos de como o processo de fermentação ocorre para poder controlá-lo. Vamos para a primeira fase : Desengace, esmagamento, filtragem e primeira fermentação. Tudo começa em janeiro, época da colheita de uva na Serra Gaúcha quando, caminhão com placa de Antonio Prado / RS  faz várias viagens até o Riacho Grande na Cantina do Aldo, cada uma delas com cerca de 6 toneladas de uva. Nós ficamos.. Continue lendo…

Raiz-forte, Meerrettich, Kren, Chrein, Chrain, כריין…

Meerrettich / Kren / Raiz forte

Raiz-forte , muitos nomes e muitas histórias !  Quando criança  só conhecia por Meerrettich ou Raiz-Forte, depois com amigos poloneses e lituanos tomei contato com os outros inúmeros nomes pelos quais esta fantástica planta é chamada como Kren, Chrein, Chrain ou ainda כריין ( Yiddish ). Armorácia é o gênero botânico a que pertence a raiz-forte, espécie representativa do gênero e que é também conhecida pelo nome de rábano-bastardo, rábano-de-cavalo, rábano-picante, rábano-rústico, rábano-silvestre, rábano-silvestre-maior,.. Continue lendo…

In vino veritas ! Vinho do Recanto 2014

Com a ajuda do funil para aproveitar o "chorinho"

  “In vino veritas” é um provérbio latino, que pode ser traduzido como “no vinho há verdade.” A frase completa seria “In vino veritas, in aqua sanitas” (“No vinho há verdade, na água a saúde”) O autor provável da frase é Caio Plínio Cecílio Segundo, mais conhecido como Plínio, o Jovem. Pelo menos foi o que Google disse ! A chegada de uma nova safra de vinho é comemorada desde a antiguidade e é marcada como.. Continue lendo…